Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp

Como é o processo de recapagem de pneus

Entenda todos os passos de um processo de recapagem de pneus e evite a recusa de recape dos pneus da sua frota.
O processo de recapagem de pneus possui doze etapas: conheça quais são.

Para aumentar as economias da frota, o processo de recapagem de pneus é uma prática comum.

Porém, nem sempre ele é possível. Em muitos casos, os gestores se deparam com a recusa de recape: a impossibilidade de reaproveitar o pneu.

Isso acontece quando os pneus já sofreram danos excessivos, que já são visíveis externamente, ou que prejudicaram a estrutura interna dos pneus. Caso você não tenha estabelecido ainda uma gestão de pneus efetiva na sua operação, já deve ter se deparado com essa recusa.

Para entender melhor como funciona o processo de recapagem de pneus, confira a seguir o passo a passo:

  1. Coleta dos pneus;
  2. Limpeza;
  3. Inspeção inicial;
  4. Raspagem;
  5. Escareação;
  6. Conserto;
  7. Enchimento;
  8. Segunda inspeção;
  9. Cimentação;
  10. Aplicação da banda
  11. Vulcanização;
  12. Inspeção final e controle de qualidade.

Passo a passo do processo de recapagem de pneus:

  1. Coleta dos pneus

A primeira etapa da recapagem é a coleta dos pneus que são encaminhados a este processo pela gestão da frota. Ou seja, quando o gestor identifica um determinado nível de desgaste dos pneus, eles são retirados do veículo e encaminhados para a análise de carcaça.

Geralmente, cada pneu coletado recebe uma nota fiscal e uma identificação dos pneus, mostrando também qual é o serviço que deve ser realizado no ativo.

  1. Limpeza

A limpeza é uma etapa do processo de recapagem de pneus que é considerada crucial, pois ela auxilia na confiabilidade da inspeção dos pneus, isto é, na próxima etapa. Dessa forma, garantindo maior sucesso ao final do processo.

Nela, utiliza-se uma máquina de escovas de aço para diminuir os resíduos na borracha e facilitar a inspeção do pneu.

Planilha gratuita para o controle de pneus na frota

Organize em um só lugar o registro de todos os pneus de sua operação e reduza custos através de uma maior vida útil e menor consumo de combustível.
Eu concordo com os Termos de Uso e aceito receber conteúdo educacional e promocional relacionado com os produtos e serviços da PrologApp.
  1. Inspeção inicial

Nesse momento, os analistas da recapadora precisam entender se o pneu está apto a passar pelo processo de recapagem. Para isso, o examinador busca por danos visíveis, um critério que desclassifica o pneu e gera a recusa de recape.

Porém, essa é apenas a inspeção inicial. Algumas etapas à frente, temos também a “escariação”, onde serão definidos com maior certeza os danos dos pneus e carcaça.

  1. Raspagem

Antes de ser recapado, é necessário primeiro retirar a borracha já presente no pneu a fim de possibilitar a colocação de uma nova banda de rodagem. Essa é a etapa do processo de recapagem de pneus que se chama “raspagem”.

  1. Escareação (tratamento)

Essa é a etapa onde acontecem os reparos de cortes e danos encontrados na carcaça, como a retirada de peças oxidadas. Trata-se de um passo fundamental para prolongar a vida útil do pneu e fazer a recapagem realmente valer a pena.

  1. Conserto

Caso alguns danos não consigam ser corrigidos na etapa de escareação, deve-se realizar essa segunda parte de consertos. Nela, costuma acontecer uma reconstrução mais completa da estrutura do pneu, pois os danos já foram mais profundos.

  1. Enchimento

O enchimento é a etapa de repor a borracha que ficou irregular nas etapas anteriores. Assim, nivelando todos os possíveis furos que estiverem presentes.

  1. Segunda inspeção

Essa etapa não é uma prática obrigatória do processo de recapagem de pneus, mas auxilia na prevenção de que o pneu passe às próximas etapas ainda com algum defeito que atrapalhe os resultados finais da reforma.

Trata-se de uma análise mais rápida e generalizada do pneu como um todo, garantindo sua qualidade para dar sequência no recape. Porém, nem todas as empresas de recape fazem essa verificação neste momento.

  1. Cimentação

A cimentação, também conhecida como “aplicação de cola”, é a imunização da carcaça para que o pneu fique pronto para receber as demais etapas do processo de recapagem.

  1. Aplicação de banda

Com todos os passos de preparação anteriores, o pneu agora está apto a receber a nova banda de rodagem. Antes de ser aplicada, a banda também passa por um processo de adequação, sendo cortada no tamanho e diâmetro exatos para o pneu em reforma.

Já a aplicação acontece através de uma máquina, geralmente chamada “builder”, na qual o operador realiza as configurações necessárias para que o pneu e a banda tenham um encaixe adequado — inflando o pneu na pressão correta, determinando a folga das emendas e aplicando a banda.

Por último, a máquina faz a roletagem ou envelopamento, retirando o ar excessivo entre a banda e a carcaça.

Uma parte importante desse processo de recapagem de pneus é a identificação em cada banda aplicada, disponibilizada pela própria recapadora. Dessa forma, permitindo um controle de qualidade e segurança da quantidade de recapes realizados em cada pneu.

  1. Vulcanização

Na vulcanização, o pneu é submetido a diferentes temperaturas, tempo e pressão. Para cada modelo e borracha de banda de rodagem, essas condições são específicas, sendo necessário bastante atenção e cuidado do operador para não cometer erros durante a etapa.

O objetivo da vulcanização é garantir uma melhor adesão dos sulcos à carcaça.

  1. Inspeção final e controle de qualidade

No final de todo esse processo de recapagem de pneus, uma última inspeção ainda se faz necessária. Nela, o operador realiza uma análise em busca de falhas que possam ter acontecido em alguma das etapas anteriores.

Se reprovados, os pneus geralmente são descartados, pois sua reforma não foi possível e uma nova realização do processo é inviável. Caso aprovados, seguem para emissão de documentos fiscais e envio à empresa solicitante do serviço.

Por que fazer o processo de recapagem de pneus?

É um meio de economizar o orçamento da frota, visto que a recapagem é de um valor bem menor que a aquisição de um novo pneu. Além disso, quando o processo é realizado da maneira correta, o pneu pode ser utilizado por mais cerca de 2 anos — e até ser recapado novamente.

Os preços variam dependendo da região que estiver, mas, em média, um pneu novo custa em torno de R$2.500,00, enquanto uma recapagem gira em torno de R$500,00.

Para você garantir que o processo de recapagem de pneus seja realizado, evitando que eles sejam recusados durante a inspeção de carcaça, a gestão de pneus é fundamental.

Através dela, você controla os níveis de desgaste e entende quando há problemas que poderiam levar à esta recusa de recape. 

Para conferir mais sobre o assunto, faça o download de nosso material gratuito: Gestão de Pneus na Frota – Como trazer mais economia e produtividade na sua operação de transporte.

Autor

Jade Zart

Leia também

Que tal receber conteúdos incríveis como estes e totalmente de graça?

Inscreva-se e reveba as melhores dicas e novidades para melhorar os seus resultados e de sua operação na gestão de sua frota.

O Prolog utiliza as informações de contato fornecidas à nós para informá-los de nossos produtos e serviços. Você pode deixar de ser inscrito a qualquer momento. Para saber mais informações de como ajustar suas configurações de privacidade, confira nosso “Termo de Uso” e nossa “Política de Privacidade”.

Gestão de pneus ágil e descomplicada para mais economia e segurança

Esqueça a papelada! O controle de sua frota na palma de sua mão.

Além destes, temos outros materiais para te ajudar na gestão de sua frota.

Teste Grátis

Checklist Eletrônico
na operação de sua frota
sem custos

Prolog App - Checklist Eletrônico

O conteúdo que você já gosta e acompanha sobre o universo da gestão de frotas também está em vídeos publicados semanalmente e lives exclusivas com convidados.

O conteúdo que você já gosta e acompanha sobre o universo da gestão de frotas também está em vídeos publicados semanalmente e lives exclusivas com convidados.

Soluções

Gestão de pneus ágil e descomplicada para mais economia e segurança.

Esqueça a papelada! O controle de sua frota na palma de sua mão.

Gestão de pneus ágil e descomplicada para mais economia e segurança

Esqueça a papelada! O controle de sua frota na palma de sua mão.