Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp

Custos variáveis da frota: quais são e como gerar mais economia

Os custos variáveis mudam de acordo com as responsabilidades logísticas de uma empresa. Assim, conhecer quais são e aprender como controlar esses gastos pode ser a solução para alcançar o sucesso.
Conheça em mais detalhes os custos variáveis da frota.

Os custos variáveis da frota representam apenas uma parte da soma do orçamento empresarial. Por esse motivo, é preciso conhecer muito bem os processos da gestão do transporte para chegar na redução de gastos.

Esta gestão que, para cada atividade, encontram-se custos variáveis e fixos. Inclusive, em muitos casos, custos que geram valores assustadores para os gestores e donos de transportadoras, tornando o objetivo da redução de custos um dos mais populares na área.

Diminuir esses gastos é um ponto em comum entre as empresas por um simples motivo:

Quanto menos um empreendimento gasta com os processos logísticos, mais competitivo e estável ele se torna no mercado.

Sendo assim, vamos conhecer:

Quais são os custos variáveis da frota?

Como o próprio nome sugere, os custos variáveis da frota estão ligados às despesas que variam ao longo do ano e podem surgir ocasionalmente, a depender dos processos da sua empresa.

Eles incluem valores direcionados a:

  • Combustível e lubrificante: A depender do trajeto e da condução do veículo, os custos com combustível e lubrificante podem se tornar maiores. 
  • Compra e reforma de pneus: Quando o pneu desgasta, a melhor opção é comprar novas peças ou reformá-los para evitar acidentes e multas. Quando não é feita uma gestão apropriada, as compras são mais frequentes, tornando os gastos excessivos.
  • Manutenção da frota: Através da manutenção preventiva, os custos se tornam um pouco mais estáveis. Além de ser com esta que se pode evitar a perda prematura do veículo e melhorar a conservação de suas peças, diminuindo o tempo que os veículos ficam parados na oficina aguardando conserto — este que possui custos mais altos e menos previsíveis.
  • Substituição ou conserto de peças: É ideal que o gestor planeje o mantimento de um estoque de peças, principalmente as mais comuns de precisarem de trocas ou reparos. Assim, evita custos surpresas ao longo do tempo. Mas, de qualquer maneira, quando são necessárias compras e serviços de correção, os custos variam conforme o problema a ser solucionado.
  • Perdas e extravios de mercadorias: O custo para arcar com perdas e extravios pode variar se a empresa não recorre à automatização de processos.
  • Multas: A forma que o motorista conduz o veículo pode resultar em multas, algo que não se tem total controle sobre. Inclusive, os valores da multa podem ser maiores ou menores conforme a gravidade da situação. Por exemplo, o excesso de velocidade em até 20% é de valor menor que ultrapassar com uma velocidade 40% acima do indicado para a rodovia.
  • Abonos e/ou incentivos: Os abonos salariais e os incentivos são uma forma de gerar mais produtividade, mas eles não são constantes todos os meses. Em alguns, você pode ter 5 motoristas batendo as metas de economia de combustível e recebendo bonificações, no outro, pode ter apenas 1, e assim por diante.
  • Sinistros: Os sinistros podem ser referentes a acidentes de trânsito, roubos ou demais situações imprevistas. Eles devem ser considerados nos custos variáveis da frota.

Por que é preciso conhecer esses custos?

Você sabia que o combustível pode representar cerca de 30% dos custos de uma frota? Além de ser um clássico exemplo de custo variável, já que os valores se alteram constantemente.

Planilha gratuita para o controle de pneus na frota

Organize em um só lugar o registro de todos os pneus de sua operação e reduza custos através de uma maior vida útil e menor consumo de combustível.
Eu concordo com os Termos de Uso e aceito receber conteúdo educacional e promocional relacionado com os produtos e serviços da PrologApp.

Em adição, os custos variáveis estão diretamente ligados ao nível de atividade dos veículos: 

Quanto mais quilômetros eles rodam, mais combustível, reparos e manutenção demandam.

Muitas vezes, por exemplo, os motoristas dirigem em ponto morto ou marcha lenta para economizar combustível. No entanto, esta prática resulta em um desgaste maior do sistema de freios, pneus e de transmissão.

Por isso, conhecer mais a fundo os itens dentro desses custos e aplicar uma gestão de frotas com um controle eficiente ajuda a reduzir os gastos. Assim como conscientizar os motoristas sobre suas práticas na direção e consequências que geram é algo importante para incluir na sua gestão visando a economia da frota.

Essas conclusões e determinações de ações a serem implementadas na gestão só se tornam possíveis a partir do momento em que você entende todo o funcionamento da sua operação. Dessa forma, identificando os problemas e soluções mais adequadas para cada etapa.

Como manter os custos variáveis da frota sob controle?

Com decisões inteligentes, é possível cortar gastos que podem gerar prejuízo na sua gestão de frotas. Porém, você só sabe o quanto precisa economizar e como ter maior controle sobre os custos variáveis com o levantamento de informações e identificações dos pontos de dor da sua gestão.

Assim, sabe exatamente o que precisa buscar — seja um modelo de gestão baseado em kanban, um método para controle de motoristas ou um sistema tecnológico para gestão de frotas.

Ainda assim, trouxemos algumas ideias que podem contribuir no seu planejamento:

Carga fracionada

Ao implementar o método de carga fracionada, a empresa paga pelo frete na proporção do espaço que a encomenda ocupa no compartimento do caminhão.

Essa estratégia é mais interessante e vantajosa do que arcar completamente com o custo do transporte.

Manutenção preventiva

A manutenção preventiva reduz a ocorrência de incidentes e desgaste de peças, evitando situações de risco ao condutor e à carga.

Mantendo seus veículos com as revisões e manutenções em dia, você diminui consideravelmente os gastos com consertos e reparos de emergência.

Em adição, você já sabe, em média, o gasto que tem para que seja mantida uma rotina de prevenção. Quando, em contrapartida, você não tem a mesma visualização para as manutenções corretivas — mais caras, na maioria dos casos.

Roteirização

A roteirização avalia o trajeto mais curto e apresenta boas condições de infraestrutura, aumentando a durabilidade do veículo.

Ainda mais, esse processo pode reduzir os custos operacionais do seu negócio, já que proporciona organização e otimização das entregas.

Ferramentas tecnológicas

A implementação de um software para gestão permite um domínio maior do estoque, controlando os níveis de perdas e extravios. Igualmente, a automatização de processos é uma grande aliada para a produtividade da frota.

As ferramentas podem ser tanto voltadas à gestão empresarial, administrativa ou com foco nos processos operacionais mesmo. Geralmente, este último é o que traz os resultados mais notáveis.

Alguns exemplos são o sistema de gestão de pneus, o checklist de inspeção de frota e o próprio roteirizador, como mencionamos acima.

Como calcular os custos variáveis da frota?

Por se tratar de gastos mais difíceis de incluir na previsão das despesas, uma forma de chegar a um número aproximado é somar os quilômetros percorridos. A partir dele, é possível gerar uma média de gastos por km para cada veículo da operação.

Para fazer isso, você precisa descobrir:

  • O custo do combustível por quilômetro rodado;
  • O custo anual de manutenção por quilômetro percorrido;
  • O custo dos pneus e dos reparos por quilômetro.

Esses custos devem ser calculados para cada veículo que constitui a sua frota. Desta forma, você sabe qual caminhão gasta mais. Assim, toma decisões baseadas na realidade da sua operação, que trazem resultados factíveis e concretos.
E aí, gostou das dicas? Baixe o nosso guia gratuito de economia de combustível e torne a sua gestão ainda mais eficiente e econômica — clique aqui para começar seu download.

Autor

Jade Zart

Leia também

Que tal receber conteúdos incríveis como estes e totalmente de graça?

Inscreva-se e reveba as melhores dicas e novidades para melhorar os seus resultados e de sua operação na gestão de sua frota.

O Prolog utiliza as informações de contato fornecidas à nós para informá-los de nossos produtos e serviços. Você pode deixar de ser inscrito a qualquer momento. Para saber mais informações de como ajustar suas configurações de privacidade, confira nosso “Termo de Uso” e nossa “Política de Privacidade”.

Gestão de pneus ágil e descomplicada para mais economia e segurança

Esqueça a papelada! O controle de sua frota na palma de sua mão.

Além destes, temos outros materiais para te ajudar na gestão de sua frota.

Teste Grátis

Checklist Eletrônico
na operação de sua frota
sem custos

Prolog App - Checklist Eletrônico

O conteúdo que você já gosta e acompanha sobre o universo da gestão de frotas também está em vídeos publicados semanalmente e lives exclusivas com convidados.

O conteúdo que você já gosta e acompanha sobre o universo da gestão de frotas também está em vídeos publicados semanalmente e lives exclusivas com convidados.

Soluções

Gestão de pneus ágil e descomplicada para mais economia e segurança.

Esqueça a papelada! O controle de sua frota na palma de sua mão.

Gestão de pneus ágil e descomplicada para mais economia e segurança

Esqueça a papelada! O controle de sua frota na palma de sua mão.