Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp

Conheça o ciclo de vida do pneu e como aumentar a sua vida útil

Sendo um dos principais componentes de um veículo, é fundamental conhecer o ciclo de vida do pneu. Confira as etapas do uso da peça e como aumentar a sua vida útil.
Entenda o ciclo de vida do pneu para aumentar sua vida útil.

Você conhece o ciclo de vida do pneu? 

Eles são componentes fundamentais em todos os tipos de veículos, mas quando o assunto é logística, tornam-se peças que exigem muito conhecimento na área para manter as viagens da frota seguras.

Quem trabalha na área de transporte sabe como as rodovias brasileiras podem ser precárias. Além disso, ainda tem todo o peso, calor, frio e chuvas intensas que os pneus enfrentam, que reduzem consideravelmente a sua vida útil e geram um maior gasto para a empresa.

Negócios que querem economizar e aumentar os seus lucros, investem em conhecimento, certo? É nisso que vamos focar hoje, ensinando você sobre a vida útil de um pneu e quais cuidados podem auxiliar em um uso prolongado da peça.

Começando pelo principal:

Qual é o ciclo de vida do pneu?

Separamos essa parte em etapas, para ficar claro todo o período de vida útil da peça.

As etapas são a aquisição da peça, marcação a fogo, estocagem, instalação no veículo, recapagem, retorno ao estoque e novo uso do pneu até chegar em estágio de descarte.

Para você entender melhor, confira em detalhes como se dá cada etapa:

Planilha gratuita para o controle de pneus na frota

Organize em um só lugar o registro de todos os pneus de sua operação e reduza custos através de uma maior vida útil e menor consumo de combustível.
Eu concordo com os Termos de Uso e aceito receber conteúdo educacional e promocional relacionado com os produtos e serviços da PrologApp.

1. A empresa de transportes adquire um pneu novo em uma loja especializada.

2. O pneu deve ser marcado a fogo, ou seja, ter o seu registro de identificação realizado na carcaça.

3. A peça é cadastrada na empresa, seja através de um sistema ou planilha de controle de pneus. Através desse cadastro, é possível saber quando ele foi comprado, data de fabricação, planejamento de manutenções, saber se está em estoque ou em qual caminhão ou ônibus foi montado.

4. O pneu vai para o estoque ficar devidamente armazenado enquanto não precisa ser instalado.

5. De acordo com a necessidade, o pneu é instalado em um caminhão ou ônibus.

6. Durante o uso, deverá passar por inspeções periódicas que analisem a sua pressão, a profundidade dos sulcos, realizando também rodízios e limpeza da borracha.

7. Através do laudo de um profissional, deve-se fazer a sua primeira recapagem, antes de o pneu apresentar fadiga.

8. Após a recapagem, a peça volta para o estoque e aguarda ser instalada novamente em um caminhão. A sua vida útil é restabelecida em até 3 anos.

9. O ciclo de manutenção e recapagem deve se repetir até a carcaça começar a apresentar danos, isso quer dizer que chegou o último estágio: o descarte.

Só uma nota aqui:

Lembre-se que o descarte de um pneu deve ser realizado de forma consciente, possuindo um local e uma empresa responsável pela coleta.

Qual o tempo de vida útil do pneu?

Medimos a vida útil do pneu com base na quilometragem do veículo. Pneus novos duram de 40 a 60 mil quilômetros, mas alguns fatores externos, como estradas em más condições, falta de manutenção nos pneus e revisão nos caminhões podem reduzir esse prazo.

Como ver a data de validade do pneu?

Um pneu não possui uma data de validade exata, isso porque, como falamos acima, a sua durabilidade depende de vários fatores que geram desgaste.

O que podemos saber é a sua data de fabricação e contar 5 anos a partir dela, é a média de quanto dura um pneu.

Na sua lateral, existe um código chamado DOT (Department of Transportation), que deve conter uma sequência numérica de quatro dígitos. Os dois primeiros dígitos são a semana de fabricação e, os dois últimos, o ano.

Veja o exemplo: 

DOT XL 1419

14 é a semana de fabricação, e 19 é o ano, representando 2019.

Como saber se os pneus ainda estão bons?

A melhor maneira de saber se os pneus ainda estão bons para o uso é conferindo a profundidade dos sulcos. Quando for inferior a 1,6 mm, são considerados carecas. Ou seja, irregulares, podendo afetar a segurança do motorista ou gerar a apreensão do veículo.

Quando o pneu pode ser recapado?

Para que o pneu passe por uma reforma, é necessário analisar o nível de fadiga e possuir os talões, flancos, ombros e pacotes de cintas preservados. Porém, uma resposta definitiva só pode ser dada por um profissional, que vai examinar as peças para tomar a melhor decisão.

Entende como é importante possuir a revisão do veículo em dia?

Manter as peças do caminhão em bom estado é uma ótima forma de economizar, garantir uma vida longa ao veículo e muito mais segurança nas estradas. Abaixo, trazemos algumas dicas importantes.

Quais são os cuidados para prolongar a vida útil de um pneu?

Mantenha a calibragem dos pneus correta

Para determinar a calibragem ideal do veículo, confira as indicações no manual do fabricante. O recomendável é calibrar a cada 15 dias e com os pneus frios. Ah, e aproveite para encher o estepe também.

Limpe os pneus

Geralmente sujeiras como galhos, lama, objetos pontiagudos e demais resíduos podem prender-se aos pneus. Por isso, é importante fazer uma remoção cuidadosa com produtos específicos para a peça.

Observe os indicadores de desgaste

O desgaste dos sulcos é um dos maiores motivos que levam a redução da vida útil de um pneu. Isso porque, quando ele ultrapassa 1,6 mm, começa a prejudicar a carcaça e outros componentes da roda que inviabilizam o recape, diminuindo o seu tempo de uso e necessitando a compra de pneus novos.

É importante possuir um aferidor de profundidade ou levar o caminhão, ou ônibus, até o profissional que cuida dos pneus da frota.

Realize o alinhamento e balanceamento

O alinhamento e balanceamento de um veículo deve ser realizado a cada 10 mil quilômetros rodados. Juntos, eles ajudam a evitar o estrago da suspensão do caminhão que, quando danificada, também prejudica os pneus com impactos excessivos.

Além disso, um veículo devidamente nivelado não trepida e nem puxa a direção para as laterais nas rodovias, trazendo mais segurança ao dirigir.

Faça o rodízio dos pneus periodicamente

A cada 10 mil quilômetros deve-se realizar o rodízio dos pneus. Essa manutenção faz com que eles desgastem de maneira uniforme. Assim, os pneus não ficarão irregulares e nem perderão tempo de utilidade.

Preste atenção aos barulhos da suspensão

A suspensão de um veículo pesado pode sofrer danos muito facilmente, isso porque possui carga e as más condições das rodovias brasileiras não colaboram.

A suspensão de um caminhão não deve emitir sons estranhos. Diante de qualquer barulho fora do comum, deve-se procurar um mecânico. Ainda mais, quando a suspensão estiver prejudicada, aumentando o peso sobre os pneus e deteriorando a sua carcaça mais rapidamente.

Crie rotas antes de viajar

Realizar o planejamento de rotas de viagem é bom para o motorista, o caminhão e a carga.

Sabe por que?

Pois é possível criar trajetos mais seguros, ágeis e econômicos avaliando estradas em melhores condições de asfalto, iluminação, sinalização, entre outros. Esses detalhes evitam caminhos que podem prejudicar os componentes do veículo, incluindo os pneus.

Realize a direção defensiva

Uma forma de cuidar dos pneus e ainda garantir mais segurança, é através da direção defensiva. Evite curvas acentuadas, opte por manter a velocidade recomendada de acordo com a carga do caminhão, não arranque o veículo ou realize freadas severas.

É interessante manter-se atualizado sobre novidades da área de transporte de cargas e também buscar constantemente dicas que auxiliem em um trabalho mais estável e seguro.

Conheça o nosso canal do YouTube para mais informações do universo logístico:

Autor

Luiz Felipe

Sócio fundador e CTO na Prolog App

Leia também

Que tal receber conteúdos incríveis como estes e totalmente de graça?

Inscreva-se e reveba as melhores dicas e novidades para melhorar os seus resultados e de sua operação na gestão de sua frota.

O Prolog utiliza as informações de contato fornecidas à nós para informá-los de nossos produtos e serviços. Você pode deixar de ser inscrito a qualquer momento. Para saber mais informações de como ajustar suas configurações de privacidade, confira nosso “Termo de Uso” e nossa “Política de Privacidade”.

Gestão de pneus ágil e descomplicada para mais economia e segurança

Esqueça a papelada! O controle de sua frota na palma de sua mão.

Além destes, temos outros materiais para te ajudar na gestão de sua frota.

Teste Grátis

Checklist Eletrônico
na operação de sua frota
sem custos

Prolog App - Checklist Eletrônico

O conteúdo que você já gosta e acompanha sobre o universo da gestão de frotas também está em vídeos publicados semanalmente e lives exclusivas com convidados.

O conteúdo que você já gosta e acompanha sobre o universo da gestão de frotas também está em vídeos publicados semanalmente e lives exclusivas com convidados.

Soluções

Gestão de pneus ágil e descomplicada para mais economia e segurança.

Esqueça a papelada! O controle de sua frota na palma de sua mão.

Gestão de pneus ágil e descomplicada para mais economia e segurança

Esqueça a papelada! O controle de sua frota na palma de sua mão.